Banner Contato

Notícias

Voltar

11/03/2016

UNESCO: Meninas têm duas vezes menos chances de ingressar na educação formal

A UNESCO (Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura) chama a atenção para o modo como a desigualdade de gênero afeta, ao longo da vida, estudantes de todo o mundo – mas principalmente, dos Estados árabes, da África Subsaariana e de porções do continente asiático.

Cerca de 16 milhões de meninas entre seis e 11 anos nunca terão a chance de aprender a ler e a escrever na escola primária. O número equivale ao dobro de meninos que serão privados do ensino formal, mas em escala bem inferior do que o público feminino. Em regiões como a Ásia Ocidental e Meridional, a proporção já alarmante de 50% sobre para 80%.

A pesquisa organizada pela UNESCO também aponta que as desigualdades de gênero perduram até a educação superior.

“Temos que trabalhar em todos os níveis, dos mais básicos até os líderes globais, para colocar a igualdade e a inclusão no centro de todas as políticas, de modo que todas as meninas, quaisquer que sejam suas circunstâncias, vão para a escola, permaneçam na escola e se tornem cidadãs empoderadas”, afirmou a diretora-geral da UNESCO, Irina Bokova.

Fonte:  ONU BR

 

Voltar